Lista Telefonica Online de Oliveira MG
 
 

_ _

Oliveira MG Boa Tarde !, 26 de Julho de 2014

 

 

Lista Telefonica e Guia Comercial de Oliveira MG

 

 

 

História

Oliveira é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, localizado a 165 quilômetros a sudoeste de Belo Horizonte, que possui cerca de 40.000 habitantes.

Sua história começa por volta da metade do século XVI, quando viajantes portugueses pousavam em suas terras nas longas caminhadas rumo a Goiás, através da Picada de Goiás, ou Caminho de Goiás. Do pequeno povoado surgiu a cidade, que na época do Império do Brasil tinha muita importância política e hegemonia regional.
Há relatos que um surto de doenças na região de Mariana tenha provocado um grande deslocamento de pessoas para a cidade também. O arraial de Oliveira pertencia à Vila de São José do Rio das Mortes, a atual Tiradentes (Minas Gerais) e já possuía uma capela em 1758. O arraial foi elevado à condição de freguesia em 14 de julho de 1832, e elevada à condição de Vila, em 16 de março de 1839 pela lei provincial nº 134. Foi elevada à categoria de cidade em 19 de setembro de 1861. Diferentemente de suas circunvizinhas, como Ouro Preto e São João Del Rei, seu aparecimento não se deu pela procura de ouro e diamante, e sim pelo desenvolvimento da pecuária e agricultura, iniciada pelos primeiros bandeirantes que começaram a se deslocar do Rio de Janeiro e São Paulo para o interior de Minas Gerais. Do início do povoado até a sua elevação a categoria de cidade, o município sempre se destacou como um ponto estratégico de troca de mercadorias e movimentação de capital por partes dos viajantes que por ali passavam, o que fez com que em pouco tempo o lugar tivesse rápido crescimento. Com o fim da escravidão no Brasil e o incentivo do governo para a imigração, vieram para a cidade muitos colonos sírio-libaneses, que mais tarde dominaram o comércio. Além desses a cidade tem uma forte influência portuguesa, principalmente na arquitetura, e italiana.
Existem duas versões quanto à origem do nome do Arraial de Oliveira. Há relatos que os primitivos habitantes da região encontraram naquelas paragens, na época do desbravamento do oeste, algumas árvores frutíferas produtoras da azeitona, levando-os a denominar o local de "Oliveiras", nome que, posteriormente, acabou simplificado para Oliveira. Porém, existiu também na distante segunda metade do século XVIII, uma bondosa senhora de origem portuguesa, chamada de Dona Maria de Oliveira, que morava, na época da passagem das primeiras levas de desbravadores, rumo a Goiás, numa casa situada no local onde hoje se impõe a montesa cidade de Oliveira. Assim esta teria dado nome ao lugar. A cidade ficou mundialmente conhecida a partir do início do século XX por ser a terra natal do grande cientista Carlos Chagas, que nasceu na Fazenda Bom Retiro, próxima a Oliveira, e foi o descobridor do agente causador da Doença de Chagas.

Geografia

Localiza-se a uma latitude 20º41'45" sul e a uma longitude 44º49'37" oeste, a uma altitude média de 982 metros, no circuito regional conhecido como Campos das Vertentes. Faz parte politicamente da região Oeste de Minas, apesar da sua localização geográfica, que é ao sudoeste. Sua população estimada, em 2006, era de 40.966 habitantes segundo o PNUD, e 39.469 habitantes em 2010 segundo o IBGE. Além da sede, conta ainda com o distrito de Morro do Ferro, que tem uma população de aproximadamente 1.500 habitantes, a 35 quilômetros da cidade. Figura entre as principais cidades do Oeste de Minas, sendo a sexta cidade mais populosa desta messorregião, a 80º entre as maiores cidades do estado, e a 289º entre as cidades do Sudeste do Brasil. Luta atualmente para se tornar um pólo industrial. O município possui uma área de 896,494 km².

A cidade dá nome à Microrregião de Oliveira, que abrange ainda outros oito municípios situados no extremo sul da região Oeste de Minas, limitando-se com as microrregiões de São João Del Rei, Lavras, Divinópolis, Conselheiro Lafaiete, Formiga, Itaguara e Campo Belo, sendo assim o ponto de confluência do Oeste de Minas, a Região Metropolitana de Belo Horizonte, o Sul de Minas e o Campo das Vertentes.

Clima

Estando situada em um território muito acidentado, numa zona de campo e serra, possui o clima tropical de altitude (cwb). Tem médias anuais de temperatura em torno de 19°C. A menor temperatura já registrada foi de -1°C, em 18 de julho de 1926. A maior foi de 34°C em 8 de janeiro de 1930 (temperaturas à sombra). Desse período para os dias de hoje, a tendência foi de diminuição das máximas e um ligeiro aumento das mínimas. Seu clima é bem temperado como quase todas as cidades do sudoeste e do sul de Minas Gerais. O índice pluviométrico anual é de 1598 mm. Com base nas quatro estações do ano, segue abaixo a média de temperatura (em graus Celsius) durante as 24 horas dos dias correspondentes à cada estação:
Primavera: 20,10°C
Verão: 21,58°C
Outono: 16,82°C
Inverno: 19,67°C
Média anual: 19,54°C

Hidrografia

Seu território localiza-se entre as vertentes iniciais de duas grandes bacias: a platina e a sanfranciscana, pertencendo à primeira. Os principais rios que abastecem a cidade é o rio Lambari e o rio Jacaré, que é um afluente do rio Grande.

Relevo e Vegetação

O território do município está em uma região que pode ser considerada como um prolongamento da serra da mantiqueira. A cidade está situada sobre um conjunto de morros situados a uma altitude média de 1000 metros acima do nível do mar. O relevo assim se divide:
Topografia (%)
Plano: 5
Ondulado: 70
Montanhoso: 25
Altitude máxima: 1209 metros
Altitude mínima: 910 metros
A vegetação é constituída predominantemente por cerrado e campos, sendo que o último é observado nas regiões mais altas.

Infraestrutura

A cidade é conhecida por apresentar uma ótima infraestrutura urbana, possui o maior pronto socorro do Centro-Oeste de Minas, recém inaugurado. Tem uma arquitetura marcada pela influência ibérica, sendo visivelmente a mais européia das cidades da região, influência expressa pelos grandes casarões do século XIX, estátuas e monumentos espalhados pela cidade. Suas praças e avenidas são bem ornamentadas, e suas construções são marcantes, como a Catedral de Nossa Senhora de Oliveira, construída em estilo gótico com traços romanos, e a antiga igreja Matriz do século XVIII em estilo barroco, além da arquitetura moderna dos novos edifícios.

Oliveira conta com um aeroporto que tem uma pista de 1.180 metros de comprimento por 20 metros de largura, podendo receber pousos de aviões de pequeno e médio porte, além de ter um terminal de embarque e desembarque. Ver artigo principal em Aeródromo Público de Oliveira.

Economia

A economia da cidade é baseada principalmente no setor de serviços (Terciário). No setor industrial (Secundário), se destacam a Baptista de Almeida (Fábrica de balas e caramelos Santa Rita) e a Kromberg & Schubert (multinacional alemã).
Divisão por setores (% do PIB)
Agropecuário: 17%
Indústria: 33%
Serviços: 50%

Cultura

Tem um carnaval reconhecido como um dos melhores de Minas Gerais. A sua figura principal é o cainágua, que foi criado a partir de brincadeiras antigas onde as pessoas se vestiam e usavam máscaras ficando irreconhecíveis, permitindo assim brincadeiras com os foliões. Outra característica marcante do carnaval oliveirense é o bloco "Pelo amor de Deus", criado por José Alberto Machado da Silva, que depois deu prosseguimento Mauricio Almeida, que alegra as noites da sexta-feira com seus foliões irreverentes. O município possui uma forte identidade cultural, construída através de mais de dois séculos, que foi largamente influenciada pela formação portuguesa da cidade juntamente com a herança dos outros povos vindos para o Brasil. Esses juntos, construíram uma série de manifestações típicas da cidade. Assim como o carnaval, é bem marcante a sua Semana Santa e o Congado.

Turismo

Os pontos turísticos mais comentados e procurados são: "O Coqueiro Abraçado", a Grande Estátua do Cristo Redentor, a Casa de Cultura Carlos Chagas, e a Igreja Matriz antiga no estilo barroco. A sua infraestrutura urbana impressiona, a exemplo do Boulevard, que circunda a cidade, e de seus jardins e praças. O município conta ainda com o jornal Gazeta de Minas, o mais antigo do estado e um dos mais velhos (ainda em circulação) do Brasil. Outro ponto turístico é o Casarão do Capitão Henrique cujo tombamento foi anunciado pelo IEPHA em 23 de março de 2010.

©2010 Lista Telefonica e Guia Comercial de Oliveira MG DiviFacil - Um novo conceito em Informação.


Fatal error: Call to undefined function publicidade() in /home/divif/public_html/segmentosgeral.php on line 228